Quinta, 29 de Outubro de 2020 22:07
99 3199-1120
Esportes DEU RUIM

Moto Club é denunciado no TJD-MA pelo time do Imperatriz por irregularidade

Cavalo de Aço alega que atacante do clube rubro-negro foi relacionado de forma irregular no Campeonato Maranhense.

01/10/2020 10h31
71.373
Por: Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Imperatriz protocolou junto a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), uma denúncia contra o Moto Club. O motivo é de que a equipe rubro-negra teria dado entrada no contrato do jogador Gleydisson Santos de forma irregular.

Na notificação intitulada "Notícia de Infração", o clube Colorado aponta que o contrato do atacante não teria sido assinado pelo jogador, e sim por terceiros. O jurídico do Imperatriz ainda apresentou em documento, com possíveis provas onde consta um comparativo, entre a assinatura do atleta na carteira de identidade e no vínculo com o Moto.

Confira:

O Imperatriz é o principal interessado no assunto. Isso porque caso seja comprovada a irregularidade, o Moto pode perder pontos conquistados no Estadual 2020 e com isso, o Cavalo de Aço assumiria a 3ª colocação na pontuação geral, podendo se beneficiar com uma vaga na Copa do Brasil e na fase preliminar da Copa do Nordeste no ano que vem.

Outro ponto é que o Rubro-Negro maranhense, dependendo do andamento do caso, correria risco de rebaixamento, o que poderia colocar novamente outra equipe na elite do Maranhense. O MAC informou ao Lnove.com que o departamento jurídico do MAC está ciente do caso, e que haverá um pronunciamento somente quando o caso for oficialmente registrado pelo procuradoria desportiva.

O Cavalo de Aço, no documento, ainda listou as seis partidas nas quais o atacante teria atuado ou sido relacionado de forma irregular. O clube ainda solicitou uma perícia grafotécnica para verificar a legitimidade da assinatura.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.