Quinta, 29 de Outubro de 2020 23:36
99 3199-1120
Destaque ATRASO

Alunos da rede estadual de ensino perderão o ano letivo com a não retomada das aulas em 2020

Para o governador Flávio Dino (PCdoB), professores e familiares de alunos estão inseguros quanto a retomada das aulas em meio a Pandemia mesmo os números do Covid-19 apresentarem quedas.

03/10/2020 12h26
88.540
Por: Willamy Figueira
Governador Flávio Dino durante entrevista coletiva nesta sexta-feira 2 (Foto: Divulgação/Redes Sociais)
Governador Flávio Dino durante entrevista coletiva nesta sexta-feira 2 (Foto: Divulgação/Redes Sociais)

Os alunos da rede pública estadual no Maranhão, perderão o ano letivo de 2020 graças a uma decisão do governador Flávio Dino (PCdoB), que na última sexta-feira (2), em entrevista coletiva que não é viável o retorno as aulas nas escolas do ensino público estadual. Mesmo os pais de alunos e professores não terem se manifestado sendo favorável ou contra a volta as aulas, o governador afirmou na entrevista que a maioria das famílias e dos profissionais de educação continuam inseguros e não desejam a retomada das aulas nesse momento.

"Lembrando que o inquérito sociológico não é uma análise censitária, nós não testamos a população inteira. Infelizmente no Brasil não houve condições para isto e praticamente nenhum país do mundo conseguiu fazer por uma série de problemas, como deficiência de produção de testes" - explicou o governador.

Para Flávio Dino o cenário para 2021, é recuperar a perda de conteúdo dos alunos da rede estadual, fazendo uma espécie de revisão para os estudantes do 9° ano do ensino fundamental das redes municipais e eventualmente das redes particulares, ou seja, um prejuízo e atraso para os alunos que nem se quer tiveram aulas online como complemento para que não perdessem o ano letivo.

As escolas e faculdades particulares, elaboraram uma plataforma usando aulas online para que os alunos não perdessem o ano letivo ou p período nas faculdades. O que não dar pra compreender diante da atitude do governador é as escolas e faculdades particulares conseguiram manter o ensino para não gerarem prejuízos aos alunos, mas a rede publica estadual de ensino se quer se preocupou em tomar medidas para amenizar os prejuízos com a perca das aulas mesmo com a Pandemia controlada no estado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.