Quinta, 29 de Outubro de 2020 22:58
99 3199-1120
Cidades SÃO LUIS

Onda de violência na Grande Ilha gera pânico e medo aos moradores

Dez mortes foram registradas da última quinta-feira (24), até neste sábado (26), entre as mortes está a de um policial militar de 35 anos em uma troca de tiros com criminosos em uma tentativa de assalto.

26/09/2020 15h28
77.963
Por: Willamy Figueira
Foto: Divulgação/Redes Sociais
Foto: Divulgação/Redes Sociais

Nos últimos três dias a capital maranhense São Luis, tem tido um aumento na violência que tem levado pânico e medo aos moradores da Região Metropolitana de São Luis. Só de quinta (24), para cá (26), já foram registrados dez mortes violentas. Duas mortes foram registradas por volta das 19h dessa quinta (24), em uma tentativa de assalto na Rua 39, no bairro Ipem São Cristóvão, em São Luís.

Dois assaltantes tentaram roubar o policial militar Ricardo Sousa Pinheiro, de 35 anos. O PM reagiu e houve uma troca de tiros. O policial e um dos suspeitos, identificado como Wilker Xavier Silva , de 18 anos, acabaram morrendo.

No bairro Vila Luizão, em São Luís, um jovem identificado como Tchelo Ryan De Sousa Goulart, de 18 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo.

Após ser baleado, ele ainda foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, mas acabou não resistindo e morreu.

Ainda na noite dessa quinta, José Luís Lisboa de Aquino, de 30 anos, estava junto com seu irmão, Luís Cláudio Lisboa de Aquino, e alguns vizinhos na porta de casa, no Residencial Nova Aurora, no município de São José de Ribamar, quando uma pessoa em uma motocicleta, passou atirando.

José Luís foi atingido por vários disparos e morreu no local. Já o irmão dele, foi ferido com um tiro na perna e levado ao hospital.

Por volta das 22h, no bairro Cohab Anil III, Maicon Almeida Silva, de 22 anos, foi atingido por três disparos de arma de fogo. Ele não tinha passagem pela polícia.

Mortes na sexta-feira 25:

O segundo suspeito de participação na morte do PM Ricardo Sousa Pinheiro foi identificado como Neyvison Canindé Carvalho, 21 anos. Ele morreu em confronto com a polícia, no bairro Cidade Olímpica, na madrugada dessa sexta-feira (25)

Também no início da madrugada desta sexta, na estrada da Amendoeira, no Maracanã, zona rural de São Luís, Artur Henrique Nascimento de Santana, de 15 anos, foi alvejado com sete tiros.

Ele foi ferido com dois tiros no tórax, dois no braço esquerdo, um no braço direito e dois nas costas. A polícia fez um levantamento e descobriu, através de familiares, que a vítima era integrante de uma facção criminosa.

Já na região da Macaúba, na região central da cidade de São Luís, houve um assassinato e uma tentativa de homicídio por arma de fogo.

A vítima do assassinato foi identificada como Udson Garcês Costa, de 18 anos. Já a vítima da tentativa de homicídio foi Edgar dos Santos Pinheiro, de 20 anos. Ele foi baleado no tórax e encaminhado para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I).

A última morte foi registrada na manhã dessa sexta-feira (25), na Avenida Alexandre de Moura, próximo ao Quartel do Corpo de Bombeiros e do Parque Bom Menino, em São Luís.

Um homem ainda não identificado atirou contra um motorista, também não identificado. Imagens de uma câmera de segurança da região mostram o momento em que o motorista de um carro branco é atingido por tiros, disparados por um homem que estava andando na calçada.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.