Segunda, 06 de Julho de 2020 09:07
99 98131-0721
Cidades SÃO LUIS

Ministro da Saúde ignora "lockdown" de Flávio Dino e visita outros estados levando ajuda

Nas vésperas do "lockdown" entrar em vigor na Região Metropolitana de São Luis, Nelson Teich foi a Manaus levando equipamentos, respiradores, médicos e enfermeiros, em seguida foi até o Rio de Janeiro fornecer ajuda.

09/05/2020 14h47
79.010
Por: Willamy Figueira
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após a Justiça decretar "lockdown" na Região Metropolitana da Ilha de São Luis por 10 dias e o governador do Maranhão apoiar a medida, o ministro da saúde Nelson Teich, não deu muita relevância com a situação que a capital maranhense tem passado, se tornando a 7ª no ranking nacional de infectados e de óbitos pelo Coronavírus (Covid-19).

Na véspera do "lockdown" entrar em vigor em São Luis, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, Teich foi até Manaus levando ajuda, como insumos, respiradores, 250 profissionais de saúde para reforçar o atendimento à população. Três dias depois, o ministro, foi até o Rio de Janeiro, levando respiradores, equipamento de proteção individual (EPI).

No Maranhão mesmo com "lockdown" o Ministério da Saúde ainda não divulgou se ministro Nelson Teich fará a visita ao estado que tem acumulado o número de infectados e mortos pelo Covid-19.

Ineficiência do "lockdown":

O Maranhão registrou nesta sexta (08) o maior número de casos em 24h desde o início da pandemia do novo coronavírus. Foram 856 casos registrados e o total chega agora a 6765 casos em 149 municípios.

As informações são da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que também registrou 25 novas mortes pela doença, elevando o total para 355. Ao todo, são 6765 infectados no estado e 1587 curados.

São 6838 pessoas com suspeita de infecção, 7185 casos descartados e 14081 testes laboratoriais para diagnóstico da Covid-19 foram realizados no estado.

Periferia não cumpri medidas de isolamento:

Foi constatado pouco movimento em bairros como Renascença, Calhau, São Francisco, Lagoa da Jansen, Ponta D'areia, bairros considerados nobres na capital maranhense. A região do centro de São Luís também apresentou ruas e avenidas vazias neste sábado (09), mas o contraste dos dias anteriores do decreto, com bairros nobres, Centro e principais avenidas vazias e periferias com grandes aglomerações. Além da capital maranhense, o confinamento obrigatório abrange ainda as cidades de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, municípios que compõe a chamada Grande Ilha.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.