Domingo, 12 de Julho de 2020 22:20
99 98131-0721
Geral EXCLUSIVO

Coronéis da PMMA são indiciados por improbidade administrativa e crime militar por desrespeito à lei de licitações

O Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão, acusa os Coroneis de desviarem mais de R$ 100 mil em licitações fraudulentas e superfaturadas que gerou prejuízos aos cofres da instituição.

04/04/2020 14h43 Atualizada há 3 meses
123.245
Por: Redação
Sede do Comando Geral da PM-MA em São Luis (Foto: Divulgação)
Sede do Comando Geral da PM-MA em São Luis (Foto: Divulgação)

Em boletim reservado, o atual comandante da PM-MA Coronel Pedro Ribeiro, determinou abertura de inquérito para averiguar possíveis indícios de crimes por parte dos oficiais superiores da Policia Militar do Maranhão.

Com o andamento dos procedimentos investigatórios, foi levantado que a Diretoria Médica da PMMA, comandada pelo Coronel Médico Alberto Nasser juntamente com dois Tenentes Coronéis desobedeceram a lei de licitações, supervalorizaram contratos e pagaram por 8 centrais de ar Split que nunca foram entregues pela empresa Rezende Engenharia LTDA.

A notícia dos fatos chocou toda a tropa e a sociedade maranhense, pois envolve dois e ex-comandantes geral da PMMA, os fatos abalam o pundonor militar, pois vão de encontro à ética administrativa e a moralidade pública.

Segue na investigação que os rombos nos contratos foram aproximadamente de 100 mil reais, de acordo a nota de solução do IPM-074/2019 de 05/12/2019, conforme documento abaixo:

Os dois últimos Comandantes da briosa Policia Militar Coronéis Pereira e Luongo também respondem por improbidade administrativa, pois ao assinarem contratos como ordenadores de despesas sem a devida diligência das diferenças averiguadas nos contratos e nas instalações, fizeram o pagamento total dos serviços a maior.

O inquérito foi encerrado com indiciamento dos oficiais e remetido à auditoria militar para serem formalmente acusados os envolvidos, vale ressaltar que a Policia Militar tem sido bastante dura com condutas avessas da lei quando cometidas pelas praças militares, esperamos o mesmo rigor com os coronéis que tem o dever de ser espelho de retidão e seriedade, pois comandam uma instituição centenária no Estado do Maranhão.

Em abril do ano passado, o Coronel Jorge Luongo foi exonerado do cargo de Comandante da Polícia Militar do Maranhão e anunciado no Twitter do governador Flávio Dino. Segundo Tavares e Portela, a mudança no comando da PM-MA é de rotina, porém, o seu afastamento tem tudo haver com as suspeitas do Coronel está envolvido nos crimes de corrupção na PM-MA.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.