28°

Poucas nuvens

São Luís - MA

Educação Maranhão

Caravana Escola Digna mobiliza 400 pessoas do Munim e Lençóis Maranhenses

A caravana se propõe a construir um projeto de lei a partir das discussões e proposições dos educadores, que será apresentado à Assembleia Legislativa do Maranhão.

20/10/2021 às 15h50
Por: Redação Lnove Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
Caravana reuniu representantes do poder público e da sociedade civil. (Foto: Lauro Vasconcelos)
Caravana reuniu representantes do poder público e da sociedade civil. (Foto: Lauro Vasconcelos)

Mais de 400 pessoas, entre educadores, gestores municipais de educação, autoridades dos poderes executivo e legislativo, estudantes e trabalhadores de escolas participaram da Caravana Escola Digna 2.0, promovida pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), nesta terça-feira (20), no município de Rosário. A Unidade Regional de Educação (URE) de Rosário, que reúne 12 municípios da região do Munim e Lençóis Maranhenses.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, avaliou que a caravana foi uma das mais produtivas entre as demais edições realizadas em outras regiões do estado. Camarão destacou a participação dos estudantes e de membros dos poderes executivo e legislativo nas discussões que objetivam pautar o futuro do Programa Escola Digna e a aplicação dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

“Essa, sem dúvida, foi uma das caravanas mais produtivas, com o maior número de propostas e participação ativa dos estudantes, professores e autoridades do executivo e legislativo da região. Obrigado às 12 cidades que compõem a regional de Rosário. Vamos avançar juntos para a continuidade do maior Programa Educacional da história do Maranhão e garantir a correta destinação dos precatórios do Fundef”, enfatizou o secretário. 

Participaram da Caravana em Rosário, o secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Chico Gonçalves; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma), Raimundo Oliveira; o subsecretário da Seduc, Danilo Moreira; e a chefe da Assessoria Especial da Seduc, Rosyjane Pinto.

Presentes, também, o prefeito de Morros, Milton José Sousa Santos, popularmente conhecido como Paraíba; o professor Ednaldo, vice-prefeito de Morros; vereadores de municípios da região; o secretário de Governo de Rosário, Preto da Carne; secretários municipais de Educação da região dos Lençóis Maranhenses e do Munim; e equipes da URE de Rosário e da Seduc.

O secretário Chico Gonçalves reforçou a importância do Programa Escola Digna para o desenvolvimento do Maranhão. “Professores e professoras, estudantes do Maranhão, hoje, têm orgulho de fazer parte da escola pública do Estado do Maranhão. Testemunhei o nascimento do programa Escola Digna, que nasceu do esforço do governador Flávio Dino. Vocês e tantos outros transformaram o Escola Digna no maior programa de proteção de direitos humanos de crianças e adolescentes no Maranhão. As medidas do Governo Flávio Dino mudam a cara da educação do Maranhão. O programa Escola Digna não é um sonho, é uma realidade no Estado do Maranhão. É a espinha dorsal deste Governo do Estado. Nós não podemos mais admitir nenhum governo no Maranhão sem o selo da escola digna”, destacou o secretário.

“A Educação é a base de tudo. Muitos municípios estão com obras paradas do governo federal e quem perde são os alunos, e esses recursos serão importantes. Os professores do Estado sabem da importância do trabalho do programa Escola Digna”, sublinhou o prefeito de Morros, Paraíba, referindo-se à importância da aplicação correta dos precatórios do Fundef. 

O professor Antônio José Ribeiro, que é secretário adjunto de Educação de Primeira Cruz, ressaltou propostas para a destinação dos recursos dos precatórios. “Investir na formação continuada dos professores e no transporte escolar para garantir o deslocamento dos estudantes da rede pública e fazer investimentos para a construção de mais Centros Educa Mais”, apontou. 

A estudante do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) de Axixá, Ingrid Raissa, participou da caravana e sugeriu ações para compor a proposta do Projeto de Lei de aplicação dos precatórios do Fundef. “Nossa participação, como estudantes, é fundamental neste momento tão importante para a educação do nosso estado. Reconhecemos as ações feitas por nós e vamos apontar mais ações para formação dos professores, investimentos em tecnologia, saúde sócio emocional dos estudantes”, ressaltou. 

Projeto de Lei

Assim como as demais edições da Caravana, em Rosário, o secretário Felipe Camarão e equipe discutiram ações para a destinação dos precatórios do Fundef, sendo 60% para o magistério e 40% em investimentos para o suporte à educação pública maranhense. 

A proposta da caravana é, a partir das discussões e proposições dos educadores, construir um projeto de lei que será apresentado, ainda este ano, à Assembleia Legislativa do Maranhão, com o plano de aplicação desses recursos, tornando essa destinação obrigatória à próxima gestão estadual.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Luís - MA Atualizado às 22h56 - Fonte: ClimaTempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 26° Máx. 32°

Ter 30°C 25°C
Qua 29°C 24°C
Qui 30°C 25°C
Sex 30°C 25°C
Sáb 32°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete