Brasil Brasil

Governadores pedem mais vacinas e dois milhões de aplicações por dia

Governador do Piauí, que coordena fórum dos Estados, diz que o Brasil já perdeu tempo demais na imunização contra a covid

01/05/2021 12h21
Por: Redação Fonte: R7
Wellington Dias defende produção nacional de vacinas - (Foto: Reprodução)
Wellington Dias defende produção nacional de vacinas - (Foto: Reprodução)

O presidente do Fórum dos Governadores, Wellington Dias (PT), chefe do Executivo do Piauí, criticou neste sábado (1º) a lentidão da vacinação contra a covid-19 no país.  "O Brasil já perdeu tempo demais na imunização do nosso povo."

De acordo com o governador, outros países estão completando a imunização de seus povos neste mês de maio a junho e é possível ao Brasil acelerar a campanha de imunização para concluí-la até, no máximo, agosto.

"Pelo Fórum dos Governadores vamos seguir trabalhando e buscando alternativas de mais vacinas para alcançar a imunização de cerca de 70% ou mais da população brasileira até julho, no máximo em agosto próximo", afirmou em nota.

"Somente neste patamar teremos um ambiente para uma retomada segura da economia e recuperação do social."

Wellington Dias afirmou que os governadores lutam por mais vacinas ao país "Um caminho seguro é a produção de IFA no Brasil pela Fiocruz, Butatan e União Quimica. Não vamos desistir desta meta”, referindo-se aos laboratórios brasileiros que produzem os imunizantes de Oxford, CoronaVac e Sputnik V, respectivamente.

Gerentes da Anvisa reprovam importação e aplicação da Sputnik

Ele acredita ser possível vacinar mais de 2 milhões de pessoas por dia e alcançar rapidamente a meta de 70% até o início do segundo semestre. "O que falta mesmo é vacina e não vamos nos conformar em esperar esta meta para dezembro, o país não aguenta”, finalizou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.