Geral Maranhão

FMRB inicia digitalização de mais de 500 mil documentos

Mais de 500 mil documentos, 40 mil livros e quase 5 mil obras de arte serão digitalizados para que os visitantes tenham acesso ao acervo de qualquer lugar através da internet.

30/04/2021 16h47
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Acervo da Fundação da Memória Republicana Brasileira será digitalizado (Foto: Divulgação)
Acervo da Fundação da Memória Republicana Brasileira será digitalizado (Foto: Divulgação)

A Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB) aderiu à Plataforma Tainacan para digitalização do seu acervo. Mais de 500 mil documentos, 40 mil livros e quase 5 mil obras de arte serão digitalizados para que os visitantes tenham acesso ao acervo de qualquer lugar através da internet.

A abertura do acervo virtual faz parte das atividades da 19ª Semana Nacional de Museus do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Com o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”, o evento convida a repensar o papel e formato dos museus diante dos novos desafios impostos pela pandemia da Covid-19 e pelas transformações sociais dos últimos anos.

Segundo o presidente da FMRB e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, o tema da Semana de Museus coincidiu com o desejo do Conselho Curador da Fundação. “O nosso Conselho já queria colocar à disposição dos pesquisadores e interessados o rico acervo que nós temos no formato virtual. O papel dos museus, como guardiães da memória, certamente continuará importante no futuro, mas é preciso garantir que esse conhecimento seja democratizado, e a tecnologia está aí para nos ajudar nisso”, afirmou o presidente.

Também o secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso, destacou os novos desafios para os museus. “A pandemia trouxe imensos desafios para todos, principalmente para os artistas e para a cultura. A digitalização do acervo dos museus é uma forma de assegurar que as novas gerações, os pesquisadores e cientistas continuem tendo acesso à riqueza dos acervos hoje e no futuro”, pontuou o secretário.

O trabalho de digitalização do acervo ainda está em fase inicial e deverá prosseguir pelos próximos anos. O trabalho será gradualmente disponibilizado no sítio eletrônico da FMRB (www.fmrb.ma.gov.br) por meio da Plataforma Tainacan. A plataforma gratuita foi criada em 2014 pela Universidade Federal de Goiás (UFG), em parceria com o instinto Ministério da Cultura, para auxiliar os museus na democratização de seus acervos. Já aderiram ao uso da plataforma importantes instituições como o Museu Histórico Nacional (RJ), o Museu da Inconfidência (MG) e o Museu Casa Histórica de Alcântara (MA).

Além de obras de arte nacionais e internacionais, o museu da FMRB conta com um vasto acervo bibliográfico que inclui mais de 3 mil obras raras, e um acervo audiovisual com imagens e áudios de artistas e registros históricos da Redemocratização. O arquivo textual, o maior de todos, guarda documentos da Presidência da República dos anos 1985 a 1990 e documentos do Senado Federal dos anos 2000, além de 80 mil manuscritos e 70 mil cartas.

Semana Nacional de Museus

A 19ª Semana Nacional de Museus é um evento nacional organizado todos os anos pelo Ibram. A Semana de Museus deste ano vai de 17 a 23 de maio e envolverá a participação de inúmeros museus do Maranhão e do Brasil. Devido à pandemia da Covid-19, os eventos foram adaptados para o formato virtual. Na FMRB, além da abertura do acervo digital, também será lançada a Exposição Virtual “Mulheres” por meio das redes sociais. A exposição apresentará obras de arte feitas por mulheres ou que tenham mulheres como temática principal.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.