Geral Maranhão

Casa de Apoio Ninar recebe doação de brinquedos que contribuirão com desenvolvimento das crianças atendidas na unidade

Brinquedos doados serão utilizados no tratamento das crianças na sala de estimulação, onde atendem os profissionais de terapia ocupacional, fisioterapia e psicopedagogia.

29/04/2021 16h21
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Carlos Lula destacou a importância da ação para crianças e famílias (Foto: Márcio Sampaio)
Carlos Lula destacou a importância da ação para crianças e famílias (Foto: Márcio Sampaio)

O trabalho desenvolvido pela Casa de Apoio Ninar, entregue há quatro anos pelo Governo no Estado, segue beneficiando crianças com problemas de neurodesenvolvimento e suas famílias. Em 2021, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, as atividades continuam na unidade que, nesta terça-feira (27), recebeu uma doação de brinquedos educativos adquiridos pelo edital Compras Solidárias, executado pela Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres). 

Presente na entrega dos 20 kits de brinquedos educativos, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou a importância dessa ação. “Com essa doação, nós conseguimos ajudar muitas famílias que utilizam os serviços oferecidos pela Casa de Apoio Ninar. São medidas inteligentes assim que demonstram que o Governo do Estado tem lutado em meio à pandemia para cuidar das pessoas e, ao mesmo, tempo cuidar da nossa economia”, afirmou o secretário. 

Foram entregues 20 kits de brinquedos educativos (Foto: Márcio Sampaio)

Os brinquedos doados serão utilizados no tratamento das crianças na sala de estimulação, onde atendem os profissionais de terapia ocupacional, de fisioterapia e psicopedagogia.  

“Nós temos crianças não só com alteração em nível motor, mas também com alteração em nível cognitivo e sensorial. Esses são brinquedos que estimulam a capacidade de compreensão de cores, formas e tamanhos. A psicopedagogia trabalha muito nesse aspecto, desenvolvendo esse trabalho com crianças com epilepsia e Transtorno do Espectro Autista (TEA), por exemplo”, explica a coordenadora da equipe multiprofissional da Casa de Apoio Ninar, Valéria Ferreira. 

Acolhimento às famílias

A Casa de Apoio Ninar atende crianças com problemas de neurodesenvolvimento, na faixa etária de 2 a 12 anos, dispõe de Ambulatório de Epilepsia de Difícil Controle e equipes multiprofissionais, além de um circuito de atividades voltado para as famílias. O local dispõe de neuropediatras, pediatras, psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais, psicopedagogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. 

“Além disso, é oferecido um trabalho de musicalização das famílias, que é bastante interessante também. Oferecemos as terapias e a Cozinha Amiga, que é uma oficina conduzida por um chef de cozinha, uma nutricionista e uma fonoaudióloga, que trabalham uma série de questões com as crianças e com as mães”, destaca a diretora administrativa da Casa de Apoio Ninar, Ana Caroline Arnoud.  

A dona de casa Maria Andrea Pinheiro, mãe do Rafael Lourenzo, de apenas quatro anos, é moradora do município de São Bento e diz que os profissionais da Casa de Apoio se tornaram a sua segunda família. “Eu sempre falo que tenho a minha família biológica e a família da Casa de Apoio, pois aqui eu encontro, além de todo o suporte profissional, todo um vínculo de amizade para tudo. Mesmo quando eu preciso de auxílios aos finais de semana, eles estão sempre dispostos a atender o Rafael”, declara.  

Maria destaca ainda que o desenvolvimento do Rafael, depois de iniciar o tratamento na Casa de Apoio, superou todas as expectativas que o primeiro médico deu. “Quando ele nasceu, foi diagnosticado como tetraplégico e junto a esse diagnóstico veio um encaminhamento para a realização de uma traqueostomia. Ele nunca precisou fazer nenhuma cirurgia; hoje ele é super independente e utiliza uma órtese articulada para facilitar o caminhar”, comemora a mãe Maria Andrea Pinheiro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.