Brasil Brasil

Damares pede diálogo sobre vacinação com indígenas

Em vídeo, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pede ajuda para levar conhecimento a comunidades

30/03/2021 17h21
Por: Redação Fonte: R7
Palácio do Planalto 29/07/2020 Cerimônia de Lançamento da Campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos (Brasília - DF, 29/07/2020) Palavras da Ministra de Estado da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Foto: Alan Santos/PR - (Foto: Alan S
Palácio do Planalto 29/07/2020 Cerimônia de Lançamento da Campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos (Brasília - DF, 29/07/2020) Palavras da Ministra de Estado da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Foto: Alan Santos/PR - (Foto: Alan S

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, fez um pedido para instituições voltadas a quilombolas, indígenas e outros povos tradicionais: ajudem a levar conhecimento sobre a vacina contra a covid-19. O pedido, realizado para instituições da sociedade civil, religiosas e de assistência social, está em vídeo publicado nesta segunda-feira (29).

“Todos que estão lá na ponta nos ajudem a conversar com os povos tradicionais para não terem medo da vacina”, afirma no vídeo. “A vacina é a nossa grande arma de combate à pandemia. Nós precisamos cuidar da saúde deles, por favor, nos ajudem conversando diretamente com as comunidades”, complementa.

A ministra destacou que os povos tradicionais são um dos grupos prioritários previstos pelo Ministério da Saúde que já estão sendo vacinados contra a covid-19. No entanto, de acordo com ela, ainda há uma certa resistência de algumas comunidades com relação à vacina.

A ministra afirmou ainda que se houver dúvida sobre a necessidade da vacinação, as instituições, assim como as comunidades e povos tradicionais, podem procurar o ministério. “Vamos cuidar neste momento dos nossos povos indígenas, dos nossos quilombos, dos nossos povos tradicionais tão queridos. Nos ajudem a eles acreditarem que a vacina é importante neste momento”, enfatizou.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.